Falar mandarim é essencial para importar da China?

Bom, é inegável que a China cresceu a olhos vistos nos últimos anos e acabou tendo a sua economia fortalecida e se transformando em uma potência mundial na área de exportação de produtos, principalmente os eletrônicos (notebooks, tablets, celulares, pendrives, entre outros). Mas, será que falar mandarim é realmente essencial para quem quer importar da China?

Quer saber como importar da China e ganhar muito dinheiro com isso? Então clique aqui!

Mais ou menos há dez anos atrás, ninguém imaginaria os efeitos da invasão dos produtos chineses nas lojas de todo o mundo. Preços mais baixos, importação mais simples, dentre outros benefícios, acabaram atraindo os olhos do mundo para a China. Justamente por isso, muitas pessoas, inclusive aqui no Brasil, resolveram investir no curso de Mandarim, a língua oficial chinesa.

Para quem quer importar um ou outro produto chinês, falar o mandarim não é essencial, mas é preciso entender um pouco de inglês, para efetuar as compras em sites internacionais sem qualquer tipo de problema.

Mas, para quem pretende investir em um negócio real, falar mandarim e entender um pouco da cultura chinesa pode fazer toda a diferença. Assim, você pode negociar mais facilmente com os fornecedores chineses, ler o rótulo dos produtos e incrementar o seu negócio, que tenderá a crescer cada vez mais, já que a China está em franca expansão. E, se você quer aprender o mandarim, saiba que o tempo médio para compreender a língua de forma básica é de um ano e o curso completo leva de três a quatro anos.

Falar a língua oficial do país é uma excelente aposta para quem realmente quer investir, crescer e se expandir. Tudo depende de qual é o seu propósito com relação a importar da China.

Todo grande empreendedor precisa se preparar para brilhar no mercado de importação de produtos chineses. Quer aprender a ser um? Então clique aqui!